Arquivos Mensais: julho 2019


Urandir: Nasa avisa sobre chuva de meteoros em cima da hora

 Fonte: site da Nasa Science News Em oito de outubro a Terra deverá ser bombardeada por um fluxo de poeira oriunda do cometa 21P Giacobini-Zinner. “Estamos prevendo que cerca de 750 meteoros por hora”, diz Bill Cooke do escritório ambiental de meteoritos da NASA. Segundo ele, as regiões que poderão ser mais afetadas se localizam  no Oriente Médio, norte de África, partes da Europa e Estados Unidos.” O cometa 21P/Giacobini-Zinner foi fotografado em novembro 1998  por astrônomos em Kitt Peak.  Cada 6,6 anos  o Cometa Giacobini-Zinner  oscila através do sistema solar interno. A cada visita, ele estabelece um filamento estreito de poeira, que com o tempo forma uma rede de filamentos que a Terra encontra todos os anos no início de outubro. “Na maioria dos anos, passamos por espaços entre os filamentos, talvez apenas um ou dois passam por nós”, diz Cooke. “Ocasionalmente, porém, pode acontecer algo semelhante a fogos […]

urandir contatado chuva de meteoros

Bilu o ET Brasileiro

O assunto extraterrestre ainda é considerado um mito. A Associação Dakila Pesquisas há 20 anos tornou pública sua parceria com inteligências de outros mundos e o ponto alto dessa divulgação ocorreu em outubro de 2010, quando emissoras de televisão fizeram reportagens na fazenda Dakila Pesquisas sobre o ET Bilu, a maioria delas duvidando, questionando e ridicularizando aquilo que para cerca de 1.300 dos mais de três mil associados é uma realidade que também pode se tornar verdadeira para a população, faltando muito pouco para isso ocorrer. Parte da ciência e até as religiões se dedicam a estudar vida extraterrestre, mas preferem esconder os resultados desse trabalho da grande massa, negando a existência desse fato ou mantendo o assunto em banho-maria, divulgando eventualmente a existência de alguma partícula ET espalhada por aí afora. E aplicam-se recursos humanos e materiais para se encontrar um som, um indicativo ET, quando na verdade eles […]


Urandir: Interesse na Antartida não é Científico

O incêndio na base brasileira Estação Antártica Comandante Ferraz, em fevereiro, levantou questões sobre a importância das pesquisas científicas realizadas no continente e quais os impactos que o acidente traz para o Brasil. Dr. Luiz Carlos Molion, membro da OMM (Organização Meteorológica Mundial) e professor de climatologia da Universidade Federal de Alagoas, esteve envolvido com o PROANTAR (Programa Antártico Brasileiro) entre 1984 e 1987. Em entrevista para INFO, Molion esclarece quais os reais interesses brasileiros na Antártica. Molion: Há 110-150 milhões de anos, estima-se que a Antártica pertencia a região equatorial, que vai do oeste da Amazônia às Ilhas Galápagos. Era um local com florestas densas e vulcões, com riqueza de minerais preciosos e raros, como ouro e, possivelmente, petróleo, já que biomassa é uma das fontes de petróleo. Há 30-50 milhões de anos, a Antártica se posicionou no Polo Sul e começou a acumular gelo. Mas, seu território riquíssimo […]

Urandir contatado - base antartida

urandir contatado mancha solar

Urandir: Mancha Solar Provoca tempestades geomagnéticas na Terra

A atividade da mancha solar 1429 vem aumentando e nas últimas horas foram observados diversos flares e ejeções de massa coronal de grande intensidade. Durante a madrugada, partículas carregadas ejetadas da estrela atingiram o campo magnético da Terra, provocando tempestades geomagnéticas que atingiram o nível KP-6.  Esse impacto foi provocado pela ejeção de massa coronal (CME) ocorrida na manhã do dia 6 de março, próxima à gigantesca mancha solar 1429. Às 21h28 BRT de terça-feira, dia 6, outra CME ainda mais forte foi registrada na mesma região do Sol. O evento produziu um forte flare de classe X5, provocando um verdadeiro bombardeio de prótons que atingiu diretamente o satélite de observação solar SOHO. Essa emissão está nesse momento bombardeando o campo magnético da Terra e poderá provocar blecautes de radiopropagação e auroras boreais nas latitudes elevadas. Para percorrer os 149 milhões de km que separam a Terra do Sol, as […]


UFO – Urandir Fernandes de Oliveira e o Dakila Pesquisas

 Urandir Fernandes Oliveira, conhecido como UFO (sigla do seu nome), é bastante conhecido no meio ufológico brasileiro e internacional. Pesquisador e fundador da Associação Dakila Pesquisas, encabeçou diversas expedições em busca das origens do homem, e recentemente esteve à frente da pesquisa do real formato da terra, o que deu origem ao longa metragem Terra Convexa – o Documentário. Urandir nasceu em 14 de março de 1963, em Marabá Paulista, no interior de São Paulo. É filho de comerciário, tem cinco irmãos e três irmãs. Desde os 8 anos impressionava seus irmãos entortando talheres na cozinha. Aos 13 anos teria tido seu primeiro encontro com um extraterrestre, em São Paulo. A partir de então passou a desenvolver sua paranormalidade, entortando metais, provocando fluorescência nas mãos, e acendendo luzes “com a força da mente”. Artigo publicado em 2009-05-05 15:31:00.

Urandir Paranormal

urandir contatado mapeamento geotecnico

Urandir: Mapeamento geotécnico não é eficiente na prevenção de desastres

As consequências dos desastres naturais do Brasil evidenciam cada vez mais, a fragilidade do país para lidar com o assunto. Hoje, apenas 3,4% dos municípios possuem cartas geotécnicas, um instrumento essencial para prevenir catástrofes naturais. Segundo um levantamento do governo federal, 735 municípios em nove Estados brasileiros têm áreas com risco de deslizamento. Do total, apenas 25 dispõem de cartas geotécnicas dos morros e das encostas. As cartas revelam aspectos fundamentais do problema e podem servir de base para a aplicação de ações das autoridades responsáveis. Em outras palavras, o mapeamento faz uma análise técnica do tipo de solo e das rochas, e da declividade das encostas de determinado local, além do comportamento do terreno frente a uma possível ocupação urbana, ficando mais fácil detectar os riscos reais da região. É claro, que só o mapeamento detalhado de uma região não bastaria. Ele só serviria num trabalho conjunto com ações […]


Urandir: Tempo Mundial pode mudar em 2012

Fonte: BBC e site Inovação Tecnológica O tempo, tal como o conhecemos hoje, poderá não ser exatamente o mesmo tempo nos séculos que virão. Tanto que os cientistas da área estão discutindo uma nova definição da escala de tempo do mundo: o chamado Tempo Universal Coordenado (UTC). E a principal questão em debate é o segundo bissexto – mais especificamente, a abolição do segundo bissexto. Enquanto todo o mundo presta atenção aos anos bissextos, poucos sabem que uma “ajeitada” muito mais frequente no tempo, mas muito mais irregular, é feita constantemente (o segundo bissexto). Uma mudança que é essencial para manter o bom funcionamento dos sistemas de GPS, das telecomunicações, e até dos arquivos que você transfere pela internet. O segundo bissexto surgiu no início da atual era tecnológica, em 1972. Ele é adicionado para manter a escala de tempo medida pelos relógios atômicos em fase com a escala de tempo […]

Urandir - relogio atomico1

Urandir contatado - Universos paralelos

Urandir: Universo Paralelo. O que é isso?

Físicos do mundo todo aceitam a hipótese de que o nosso universo não é o único a existir. Entenda por que esses estudiosos consideram a hipótese com seriedade. A ideia de múltiplos universos existindo simultaneamente e em dimensões paralelas está muito presente no imaginário popular. Diversos filmes, livros e programas de TV abordam o assunto de maneira intrigante. Mas para quem ainda não sabe o que é um universo paralelo, vale a pena um pouco de exercício mental. O nosso planeta é apenas um dos mundos que existem dentro do nosso sistema solar. Da mesma forma, o sistema solar em que nos encontramos é apenas um dos muitos da nossa galáxia, a Via Láctea. E de maneira análoga, essa é também apenas uma das bilhares de galáxias que já fomos capazes de fotografar. Todo esse “zoológico espacial” ― que ainda possui “bichos” que nem citamos, como buracos negros, nebulosas etc […]


Urandir: Telescópio Fermi encontra estrutura gigantesca em nossa galáxia

As recém descobertas  bolhas de raios gama se estendem por 50.000 anos-luz, ou aproximadamente metade do diâmetro da Via Láctea, de ponta a ponta. As bordas das bolhas foram primeiramente observadas em raios-X (azul) pelo satélite ROSAT, que caiu na superfície da Terra em 24 de setembro de 2011, uma missão operacional liderada pela Alemanha na década de 1990. Os raios  gamas foram  mapeadas pelo telescópio Fermi (na cor magenta)  se estendem muito além do plano da galáxia. A estrutura gigante dos raios-gama  foi descoberta por meio do processamento do Telescópio Fermi todo o céu da galáxia. A gigantesca bolha tem 1-10 bilhões de elétron volts. A estrutura emerge do centro galáctico e se estende a 50 graus norte e sul a partir do plano da Via Láctea, que mede o céu da constelação de Virgem à constelação de Grus. Quando um elétron se move perto da velocidade da luz […]

urandir contatado telescopio fermi

urandir contatado - super terremoto pode ocorrer

Urandir: Estudos apontam a possibilidade de um super sismo na Bolívia

 Fonte: Ciência Hoje Dois milhões de bolivianos estão expostos a um risco de tremor de terra que pode atingir uma magnitude de 8,9, um mega-sismo que seria 125 vezes mais forte do que as anteriores apontavam estimativas, segundo um estudo divulgado sexta-feira (08). A descoberta foi apresentada na revista científica britânica «Nature», que constitui uma surpresa para os próprios investigadores. “Ninguém suspeitava que os cálculos anteriores fossem subestimados”, sublinha Benjamin Brooks, geofísico da Universidade norte-americana de Hawai Manoa e principal autor deste estudo. Segundo os cálculos efetuados até agora, baseados na história sísmica relativamente calma da zona, a magnitude de um abalo de terra na região situada a leste dos Andes centrais não ultrapassaria 7,5. Mas uma análise minuciosa de dados GPS obtidos no flanco oriental da cadeia montanhosa sugere que as tensões subterrâneas que se acumulam há séculos poderão desencadear um sismo de magnitude entre 8,7 e 8,9. Estes […]


Urandir – Galeria de Fotos

  Antigas Marcas de sapata de pouso de ovnis encontradas na floresta Amazônica durante expedição de Urandir e Dakila Pesquisas               Urandir e Soldado do exército brasileiro durante a 2a expedição Zigurats – Dakila Pesquisas na floresta amazônica           Urandir em entrevista à Edmo Garcia, no programa Pesquisa Ufológica na Rádio Manchete RJ                 Urandir mostra as marcas impressas em sua cama após sua abdução.             Urandir e Dakila Pesquisas visitam aldeia indígena durante 2a expedição Zigurats na Amazônia.                 Urandir durante entrevista no Programa do ratinho do SBT.               Marcas rupestres encontradas na Amazônia durante expedição Zigurats Urandir e Dakila Pesquisas. Artigo publicado em 2009-07-02 03:24:00.

marcas rondönia novembro de2004 015

urandir contatado terremoto espacial

Urandir: Cientistas descobrem novo fenômeno natural: o terremoto espacial

Utilizando dados de uma frota de cinco satélites científicos, pesquisadores da Nasa descobriram uma nova manifestação de clima espacial. O fenômeno é produzido pelo vento solar ao atingir a magnetosfera da Terra e por sua semelhança ao que ocorre no solo, foi batizado de “terremoto espacial”. De modo bem simplificado, um terremoto espacial (ou spacequake) é um forte tremor no campo magnético da Terra e que apesar de ser observado com mais intensidade na órbita do planeta, não é exclusivo do espaço e seus efeitos podem se propagar por todo o caminho até a superfície. “As reverberações magnéticas podem ser detectadas em todo o globo, da mesma forma que os sismômetros detectam um grande terremoto”, disse Vassilis Angelopoulos, principal investigador dos dados dos satélites THEMIS e ligado à Universidade da Califórnia, em Los Angeles. No entender de Evgeny Panov, do Instituto de Pesquisas da Áustria, “essa analogia é excelente, pois […]


Urandir: Buscando Conhecimento – Eletromagnetismo

As inteligências de outros mundos das 49 raças parceiras do Dakila Pesquisas, através do ET Bilu, sugeriram que os mais de 1.500 contatados e todos os demais integrantes estudassem diferentes matérias, de acordo com o direcionamento pelo grupo de cores, a saber: dourado, vermelho, azul e verde. Cada grupo de cor recebeu matérias diferentes para aprofundar o conhecimento. Algumas pessoas do Núcleo de BH promoveram uma aula básica sobre eletromagnetismo, que divulgamos aqui: Artigo publicado em 2012-03-01 09:31:49.


Bilu o et Brasileiro

Bilu, o ET Brasiliro arrasa nos bastidores do CQC com Danilo Gentili

Bilu reaparece e arrasa no CQC. A matéria de Danilo Gentili foi fiel ao que ocorreu na fazenda durante a estadia da equipe. Bilu desapareceu no solo, flutuou, ficou translúcido e muito nítido no final da reportagem, mas não saiu da moita e Danilo não passou no teste para entregar a concha para ele. Quem passar no teste da concha irá apresentar as 49 raças para o mundo. Então o desafio continua: quem irá tirar Bilu de trás da moita para entregar a concha.   Além do programa oficial do CQC desta segunda-feira, dia 8 de novembro, nós vamos mostrar os bastidores da reportagem e as cenas que não foram ao ar que, por sinal, são excelentes. Artigo publicado em 2011-01-01 20:58:49.


Urandir e Dakila Pesquisas investigarão fenômeno de luzes na Amazônia

Luzes estranhas costumam aparecer na localidade de Sétima Linha, município de Guajará Mirim, em Rondônia, a 372 km de Porto Velho. O fenômeno é antigo, ocorrendo a mais de 100 anos, sendo relatado pelos moradores da região, com muitas pessoas testemunhando o fato.  O pastor Aryzoli Trindade Sobrinho tem familiares naquela localidade, a qual visita constantemente e é uma das pessoas que acompanha o aparecimento dessas luzes há 20 anos. Como até agora ninguém conseguiu explicar o fenômeno, ele esteve em São Paulo conversando com o presidente da Associação Dakila Pesquisas, Urandir Fernandes de Oliveira, a quem narrou com detalhes a manifestação das estranhas luzes, procurando  informações sobre as mesmas. O aparecimento das luzes, que costumam aparecer em qualquer hora do dia ou da noite, foi registrado pela mídia brasileira e está sendo acompanhado por equipes de televisão estrangeira. Urandir acionou os pesquisadores do Dakila Pesquisas, entre eles  o carioca […]


pq_Urandir Durante pesquisa na Amazonia

Urandir Fernandes de Oliveira e Parceria do Dakila Pesquisas com Exercito Brasileiro

Durante a segunda expedição à Amazônia o Dakila Pesquisas recebeu apoio do Exército Brasileiro. Firmou-se então uma parceria nas pesquisas realizadas na floresta Amazônica. Na selva foram encontradas evidências de remotas civilizações e  antigíssimas marcas circulares atribuidas a pouso de objetos voadores na antiguidade. Urandir Fernandes de Oliveira participou comandando a equipe Zigurats do Dakila Pesquisas. Fonte: http://www.urandirufo.com.br/ Artigo publicado em 2009-05-27 02:13:00.


Expedição da Equipe Zigurats liderada por Urandir vai ao México pesquisar a Civilização Maia

Terceira expedição conheceu as ruínas maias na penísula mexicana de Yucatan e traçou paralelo com as Amazonas A Expedição Brasil – Equipe Zigurats realizou sua terceira atividade no período de 15 a 21 de janeiro de 2010 na Península de Yucatan, Estado de Quintana Roo, no México, visitando as ruínas da civilização maia nas localidades de Chichén-Itzá, Tulum e Cobá. Participaram da terceira expedição 87 pessoas, entre elas seis da França, entre médicos, advogados, professores, geólogos, estudantes, ufólogos, empresários, etc. Com o slogan “Revelando o passado para entender o futuro”, a terceira Expedição Brasil, a exemplo das duas realizadas à Amazônia em 2005, os trabalhos se focaram na pesquisa antropológica e arqueológica, desta vez estudando as civilizações pré-colombiana maia, tolteca e asteca e sua influência no momento atual vivenciado pela humanidade e sua ligação com o Brasil, principalmente no que se refere à lenda das “amazonas” que, segundo consta, viveram […]

Urandir-ExpediçãoMéxico 150110 a 230110 165